Bom dia! Segunda-feira, 25 de Junho de 2018

E-mail: asmipir@gmail.com

 
  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exército Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exercito Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * CORPO DE BOMBEIROS: Preservação da Vida, do Meio Ambiente e do Patrimônio *

  • ASMIPIR

    * PM: SERVIR E PROTEGER *

  • ASMIPIR

    * Força Aérea Brasileira - ASAS QUE PROTEGEM O PAÍS *

  • ASMIPIR

    * Exército Brasileiro - BRAÇO FORTE - MÃO AMIGA *

  • ASMIPIR

    * Marinha do Brasil - PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS, CUIDANDO DA NOSSA GENTE *

  • ASMIPIR

    16º Encontro Nacional dos Veteranos Especialistas da Aeronáutica

Anuncie Aqui
  • Holder
    Parcerias Diversas
    Vídeos

    O Reserva interativa está sendo construído para você!

    Desfile de Veteranos EEAer 2016

    Gripen. O novo caça da FAB

    FAB em Ação - Aviação de Patrulha

    Diretoria

    DIRETORIA EXECUTIVA:

    Presidente: Moysés Fontoura Barbosa
    Vice-Presidente: José Carlos Teixeira de Godoi

    DIRETORES DE FINANÇAS:

    1º Tesoureiro: Rubens Hernandes Martins
    2º Tesoureiro: Massakazu Kudamatsu

    DIRETOR SOCIAL:

    Diretor: José Roberto Pinto

    DIRETORIA DE ESPORTES:

    Diretor: Heraldo Nicolau da Silva

    CONSELHO DELIBERATIVO:

    Membros Efetivos

    Presidente: Flávio Freire Cardoso
    Vice: Clemar Jordão Gomes
    Membro: Maria Lúcia de Pauli

    Membros Suplentes

    José Carlos Machado Filho
    Pedro Emanuel Leite
    Ethevaldo Souza de Oliveira
    Notícias G1


    Elielson informou que estava levando a droga para Recife. Maconha apreendida em Salgueiro Divulgação/ 8º BPM Um homem de 32 anos foi preso na noite do domingo (24) por tráfico de entorpecente em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. De acordo com o 8º Batalhão da Polícia Militar (8º BPM), ao avistar a viatura, Elielson Gomes da Silva tentou fugir do pátio do Posto Urbano, mas foi contido. Em uma de suas bolsas foi encontrada uma sacola plástica com aproximadamente 800 gramas de maconha. Elielson informou que estava levando a droga para Recife. Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil , onde foi autuado em flagrante.
    Vacinação vai durar até o fim do estoque nas unidades de saúde municipais. Vacinação continua nos municípios sergipanos que não atingiram a meta A campanha de vacinação contra a gripe terminou oficialmente na última sexta-feira (22), porém os municípios que não atingiram às metas vacinais vão continuar com a campanha até o fim do estoque. Segundo informação da Secretaria de Estado da Saúde, até esta segunda-feira (25) 50, dos 75 municípios sergipanos atingiram a meta. Já para os municípios que atingiram a meta, fica a cargo deles manter a vacinação para esse público. O estado de Sergipe atingiu 88% da meta vacinal prevista para 430 mil pessoas. O percentual corresponde a mais de 370 mil pessoas que já receberam a dose. A meta é vacinar 90% da público-alvo. “Os municípios vão atender até durar o estoque da vacina nas unidades de saúde. Não há uma data específica para o fim da campanha nos municípios que não atingiram a meta. Fazemos um chamado para que os pais levem os filhos para serem vacinados, pois temos 80% de crianças do público-alvo vacinadas”, disse a gerente do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Sândala Teles. Além disso, o Ministério da Saúde autorizou que os municípios que ainda tiverem doses de vacina contra a gripe podem ampliar a vacinação para crianças entre 5 e 9 anos e adultos entre 50 e 59 anos a partir desta segunda-feira (25). Durante a vigência da campanha nacional, a vacina estava sendo destinada para crianças entre 6 meses e 5 anos e para idosos a partir de 60 anos - além de outros grupos prioritários. Confira a atualização dos grupos com recomendação (imunização agora depende do estoque de cada cidade): Professores da rede pública e privada; Profissionais de saúde; Crianças entre 6 meses e nove anos; Gestantes; Mulheres com parto recente (com até 45 dias); Adultos entre 50 e 59 anos; Idosos a partir de 60 anos; Povos indígenas; Portadores de doenças crônicas; População privada de liberdade (inclui funcionários do sistema prisional e menores infratores). Aqueles grupos com recomendação que ainda não se vacinaram também podem continuar procurando os postos de saúde, diz o ministério. Agora, no entanto, a imunização vai depender da disponibilidade da vacina. Para receber a dose da vacina, é importante levar: Cartão de vacinação; Documento de identificação; Pessoas com doenças crônicas ou com outras condições clínicas especiais: apresentar; também prescrição médica especificando o motivo da indicação; Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a dose, sem necessidade de prescrição médica; Professores: contracheque ou crachá. Vacina no organismo A médica infectologista do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Manuela Santigo, explica que a vacina contra a gripe é composta por um vírus atenuado. “É como se a pessoa estivesse recebendo o vírus mais fraco. Com isso, ela vai produzir anticorpos contra esse vírus. E só vai estar imunizada no período de 10 a 15 dias”, conta. Ainda de acordo com a médica, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a vacina não provoca a gripe. “O que pode ocorrer é que o paciente já tenha algum vírus incubado e acaba manifestando a doença”, afirma. Gripe A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores e condições de risco para as complicações da infecção. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.
    Exames também sofrem atrasos e cancelamentos no Hospital Nardini. Fundação que administra unidade diz que repasses da Prefeitura estão abaixo do previsto em contrato. Hospital de Mauá cancela cirurgias que não sejam de emergência O Hospital Nardini, o único público em Mauá, na Grande São Paulo, cancelou todas as cirurgias agendadas por falta de material. A medida é para garantir que as cirurgias emergenciais possam continuar a ser realizadas. Os procedimentos agendados, cancelados desde a quinta-feira (23), não têm previsão para serem retomados. Exames de rotina também estão sofrendo atrasos, e um equipamento de tomografia chegou a ser retirado do hospital por falta de pagamento. “Estou há três dias esperando pra fazer ultrassom. Eu consegui hoje, agora sabe deus que horas vai sair o resultado”, diz Maria Guedes, que trabalha como auxiliar de limpeza. O estoque de materiais está baixo e sem reposição. O hospital, que é administrado pela Fundação do ABC, alega receber da Prefeitura menos que o combinado em contrato, que são R$ 15,2 milhões por mês - os repasses mensais não passam de R$ 12 milhões. Com isso, dizem os administradores, não há como pagar todos os fornecedores e funcionários. O contrato de gestão da unidade foi prorrogado duas vezes em caráter de emergência, e deve vencer no fim do mês. Nos últimos dois anos a cidade de Mauá teve ao menos três secretários de Saúde. O prefeito, Átila Jacomussi (PSB), estava preso até semana passada, acusado de lavagem de dinheiro e desvio de verbas que seriam para a merenda da cidade. Ele foi solto pelo ministro Gilmar Mendes, mas continua afastado do cargo. Quem está no cargo interinamente é a vice, Alaíde Damo (MDB). Na sexta-feira a Prefeitura emitiu uma ordem de pagamento de R$ 500 mil para o hospital, quantia insuficiente para cobrir os custos da unidade. O Ministério Público foi acionado e deve participar de uma reunião entre a Prefeitura e a fundação nesta segunda-feira. Em nota, a Prefeitura de Mauá afirma que o contrato com a fundação que administra o hospital passa por revisão e que vai apurar os problemas apontados na reportagem para tentar corrigi-los.

    Caso ocorreu às 4h desta segunda (25). Bandidos fugiram sem levar nada. Supermercado Extra fica na Avenida Getúlio Vargas, em Olinda Reprodução/Google Street View Bandidos tentaram arrombar um caixa eletrônico instalado no supermercado Extra localizado na Avenida Getúlio Vargas, em Olinda, durante a madrugada desta segunda-feira (25). De acordo com a Polícia Militar (PM), os criminosos não conseguiram roubar o dinheiro. Segundo o 1º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento na região, o caso ocorreu em Bairro Novo, por volta das 4h. Os bandidos conseguiram fugir do local, sem levar nada. A corporação informou que realizou buscas para tentar prender os suspeitos, mas ninguém foi encontrado. O material utilizado para tentar arrombar o caixa não foi informado pela PM. O G1 entrou em contato com a Polícia Civil e com o supermercado Extra para saber detalhes da ação criminosa e das investigações e aguarda retorno.
    Corpo foi encontrado em rua do Bairro Alta Santa Rita, na noite de domingo (24). O corpo de um homem de 36 anos foi encontrado na Rua São Tarcísio no Bairro Alto Santa Rita, na noite de domingo (24), em Juiz de Fora. A Polícia Militar (PM) contou que encontrou a vítima caída na rua, aparentemente sem vida. A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou a morte. De acordo com a perícia, o homem foi atingido com três disparos de arma de fogo no rosto. Segundo testemunhas, o suspeito do crime é um rapaz de 19 anos. A PM não conseguiu apurar a motivação do homicídio. O corpo foi liberado para ser removido pela funerária para o Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Polícia Civil.

    Marcos Vinicius, de 14 anos, foi baleado a caminho da escola na última quarta-feira (20). Medida não foi publicada antes porque não houve expediente na sexta-feira (22), durante o jogo do Brasil. Marcos Vinicius da Silva, de 14 anos, morreu após ser baleado na Maré Reprodução A prefeitura do Rio decretou, nesta segunda-feira (25), luto oficial de três dias pela morte do estudante Marcos Vinícius da Silva. O menino de 14 anos foi baleado com um tiro nas costas quando estava a caminho da escola na última quarta-feira (20), no Complexo da Maré. O estudante morreu na quinta-feira (21), mas, segundo a prefeitura, a medida não foi publicada antes porque não houve expediente na sexta-feira (22), durante o jogo do Brasil. O corpo de Marcos Vinícius foi velado no Palácio da Cidade, residência oficial do prefeito Marcelo Crivella, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. O menino foi atingido por um tiro durante uma operação no Complexo da Maré. Além do estudante, outras seis pessoas também morreram. Segundo a polícia, todos eram bandidos. Testemunha diz que tiro partiu de blindado da polícia A testemunha que socorreu o estudante Marcos Vinícius da Silva contou, em depoimento na Divisão de Homicídios na noite desta quinta-feira (21), a mesma versão da família do menino. Segundo o relato, a testemunha diz que o tiro que atingiu o adolescente partiu da polícia. “De bandido não tinha troca de tiro na rua. A única coisa que tinha dando tiro dentro da comunidade era o helicóptero de cima para baixo. Não tinha troca de tiro na comunidade[...]. As únicas pessoas que tinham na rua eram eles, porque a rua estava vazia”, afirmou a testemunha. A testemunha estava na mesma rua em que o jovem e chegou a levá-lo para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em seu próprio carro. A versão contada por ela é a mesma que o menino contou à mãe, antes de morrer. “Quando cheguei na UPA ele estava com vida. Ele falou ‘mãe eu sei quem atirou em mim, eu vi quem atirou em mim’. Eu falei ‘meu filho, quem foi que atirou em você?’. ‘Foi o blindado, mãe. Ele não me viu com a roupa de escola’”, disse Bruna da Silva, mãe de Marcos Vinícius. Mãe do menino Marcos Vinicius, morto na Maré, exibe no velório do estudante a camisa do colégio que ele vestia ao ser baleado Matheus Rodrigues/G1 Adolescente foi baledo pelas costas Laudo do Instituto Médico-Legal (IML) revelou que o menino foi baleado pelas costas. De acordo com peritos, a bala não ficou alojada no corpo do adolescente e saiu pela barriga. Na operação feita pela Polícia Civil, com o apoio do Exército, seis pessoas morreram, entre elas, Marcos Vinícius. A polícia informou que foi ao local para cumprir 23 mandados de prisão. Ninguém foi preso. Na operação, o helicóptero da Polícia Civil deu cobertura a quatro blindados que entraram na comunidade com policiais e militares.

    Vítimas de 18 e 22 anos foram encaminhadas ao hospital pelos bombeiros; acidente foi Praça Centenário, no Bairro Todos os Santos. Veículo não parou no entrocamento de ruas na praça Corpo de Bombeiros/Divulgação Três pessoas ficaram feridas em um acidente na madrugada desta segunda-feira (25) em Montes Claros, no Norte de Minas. Segundo o Corpo de Bombeiros, as vítimas estavam em um carro que invadiu a Praça Centenário, em frente à Unimontes. Os bombeiros informaram que o veículo seguia pela Avenida Doutor Ruy Braga, mas o condutor não conseguiu parar ao chegar no entroncamento com a Praça. O carro invadiu o local, bateu em um banco e em seguida atingiu uma palmeira. Quando os militares chegaram ao local, o motorista, de 22 anos, e uma passageira, de 18, estavam fora do veículo com escoriações e traumatismo crânio encefálico leve. Uma jovem, também de 18 anos, ainda estava dentro do veículo e se queixava de fortes dores na perna esquerda. As vítimas foram socorridas e encaminhadas ao Hospital Santa Casa. O estado de saúde delas ainda não foi divulgado.